quarta-feira, 27 de julho de 2016

A Importância de um Abdomem Forte Durante a Gravidez




É provado que as gestantes que têm o hábito de se exercitar antes da gravidez e continuam com este hábito durante a sua gestação, tendem a ganhar menos peso e gerar bebês mais saudáveis. Além disso, sabemos que mulheres que praticam exercícios físicos estão mais preparadas e tendem a ser mais tolerantes frente às dores do parto.

Sobre a prática de exercícios físicos durante a gravidez, é importante salientar que, de acordo com pesquisas científicas, 87% dos médicos observa diferença no parto de gestantes que praticaram atividades físicas durante o período de gestação. Estudos mostram que 30% destas mulheres tiveram uma recuperação mais rápida, 20% apresentaram benefícios psicológicos, 20% aumento no tônus muscular, 10% na 
pressão abdominal, 10% relaxamento muscular e 10% na abertura de bacia.


A prática de exercícios físicos também auxilia a gestante no momento em que ela precisa voltar à sua antiga forma depois do parto, pois, as mulheres que praticaram exercícios apresentam uma facilidade maior para voltar ao peso que possuíam antes da gestação. Por outro lado, entre as mulheres que não praticam exercícios, a maioria delas não consegue voltar ao peso que presentava antes da gestação.

Mas sendo o objetivo principal deste post, vamos falar então, do porque é importante o fortalecimento do abdômen e principalmente do assoalho pélvico para as mulheres, e principalmente para as gestantes. Sabe-se que 33% das mulheres serão afetadas pela incontinência urinária na gravidez e/ou após o parto. Mas isso poderia ser evitado, caso ela fosse informada sobre a importância do fortalecimento do abdômen, se médico e paciente conversassem sobre o assunto, com certeza esta porcentagem diminuiria muito.

Seria muito interessante se estas informações sobre o assoalho pélvico fossem inseridas como parte do pré-natal, entre os itens obrigatórios para acompanhamento desde o começo da gravidez, com o intuito de facilitar o parto e também prevenir incontinências.

Chamamos de assoalho pélvico a base, o chão da pelve, que é diretamente responsável por sustentar, conter e garantir a comunicação dos órgãos localizados 
na região pélvica, bexiga, útero, ovários e a parte final do intestino. Sua musculatura agem no controle, resistência, força e tônus. O tônus, aumentado ou diminuído, pode desencadear dificuldade de esvaziar bexiga ou constipação intestinal. Enquanto o bebê está crescendo, os músculos se sobrecarregam e existe o perigo da musculatura se desequilibrar, gerando incontinência, urinária, fecal e também algumas implicações nas funções sexuais.


Infelizmente, estudos mostram que um terço das mulheres apresenta algum tipo de disfunção após a primeira gravidez, mas, felizmente, a maioria das disfunções são reversíveis quando diagnosticadas e tratadas.

Fonte: Dr. Victor Sorrentino - Segredos para a Vida Longa Clínica de Cirurgia Plástica e Longevidade Saudável.





Nota: Gostaria de agradecer o Dr Victor Sorrentino pela autorização de publicação de seus textos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário