sábado, 30 de julho de 2016

Vitamida D sem Comprometer a Proteção Solar

Cosmético permite a síntese da vitamina D sem comprometer a proteção solar


A 11º edição do Congresso Internacional Consulfarma, que aconteceu nos dias 07, 08 e 09 de julho, no Anhembi, em São Paulo, apresentou o primeiro filtro solar brasileiro que permite a síntese de vitamina D sem comprometer a proteção contra  os raios UVA e UVB. “É um grande orgulho, para mim, ter participado e idealizado esse projeto baseado em dados científicos e testes in vitro”, diz Lucas Portilho, farmacêutico especialista em Cosmetologia e Diretor da Consulfarma. 
De acordo com o farmacêutico, o Filtro Solar D vai mudar todo o conceito de exposição solar existente até hoje, possibilitando que as pessoas possam se expor ao sol por mais tempo sem se preocupar com a radiação. “Agora, os médicos podem recomendar que os pacientes tomem sol para aumentar a síntese de vitamina D sem comprometer a pele”, explica Portilho.

Até então, o nível de proteção da pele contra a radiação UVB por meio de fotoprotetores era inversamente proporcional à síntese de vitamina D. Ou seja, os filtros solares inibiam a produção da vitamina em nosso organismo. Isso significa um grande problema, uma vez que pelo menos 80% da vitamina D é sintetizada pela pele a partir da exposição direta à luz solar.
O cosmético, lançado oficialmente no 11º Congresso da Consulfarma, está disponível somente nas farmácias de manipulação e   em duas versões: Fator de Proteção Solar (FPS) 15 e PPD (proteção UVA) 30 e FPS 30 e PPD 45. “Isso, por si só, já caracteriza uma nova tendência, pois os filtro solares existentes no mercado oferecem PPD inferior ao FPS. Geralmente, ele correspondente a um terço”, diz Portilho. Com esse avanço, os novos fotoprotetores adquirem ainda mais capacidade de proteger a pele contra o envelhecimento precoce.

Nenhum comentário:

Postar um comentário